top of page
Buscar
  • Foto do escritorThiago Oliveira

Simples Nacional: entenda tudo sobre exclusão e agendamento de opção 2019

Olá pessoal! Existe um tema que gera bastante dúvida e questionamentos na grande maioria dos nossos leitores, estou falando do Simples Nacional, sua exclusão e agendamento de opção 2019. Por isso hoje irei falar sobre ele.

As Microempresas (ME) e Empresas de Pequeno Porte (EPP) devem ficar atentas para não serem excluídas de ofício do Regime Especial Unificado de Arrecadação de Tributos e Contribuições devido pelas Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Simples Nacional) por motivo de inadimplência.

Entre 10 de setembro a 12 de setembro deste ano, foram disponibilizados, no Domicílio Tributário Eletrônico do Simples Nacional (DTE-SN), os Atos Declaratórios Executivos (ADE) que notificaram os optantes pelo Simples Nacional pelos seus débitos previdenciários e não previdenciários com a Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB). como também a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN).

Foram notificados 716.948 devedores que respondem por dívidas que totalizam R$ 19,5 bilhões.

Simples Nacional: prazo de regularização

Importante ressaltar aqui que, a partir da data de ciência do ADE de exclusão, o contribuinte terá um prazo de 30 dias para a regularização da totalidade dos débitos à vista, em parcelas ou por compensação.

O teor do ADE de exclusão pode ser acessado pelo Portal do Simples Nacional ou pelo Atendimento Virtual (e-CAC), no sítio da Receita Federal, mediante certificado digital ou código de acesso.

Anúncios

O prazo para consultar o ADE é de 45 dias a partir de sua disponibilização no DTE-SN e a ciência por esta plataforma será considerada pessoal para todos os efeitos legais.

Como os débitos com exigibilidade suspensa não motivam a exclusão do Simples Nacional, aqueles débitos incluídos no Pert-SN não constarão dos ADE de exclusão.

É preciso comparecer na Receita Federal?

É preciso se atentar à pessoa jurídica que regularizar a totalidade dos débitos dentro desse prazo, pois esta terá a sua exclusão do Simples Nacional automaticamente tornada sem efeito, ou seja, o contribuinte continuará no Simples Nacional não havendo necessidade de comparecer às unidades da Receita Federal para adotar qualquer procedimento adicional.

Porém, para aqueles que não regularizarem a totalidade de seus débitos no prazo de 30 dias contados da ciência, serão excluídos do Simples Nacional com efeitos a partir do dia 1 de Janeiro de 2019.

Solicitação de opção pelo Simples Nacional

Focando no agendamento, a solicitação de opção pelo Simples Nacional somente pode ser realizada no mês de janeiro, até o seu último dia útil. Uma vez deferida, produz efeitos a partir do primeiro dia do ano calendário da opção.

Para empresas em início de atividade, o prazo para solicitação de opção é de 30 dias contados do último deferimento de inscrição (municipal ou estadual, caso exigíveis), desde que não tenham decorridos 180 dias da inscrição do CNPJ.

Se deferida, a opção produz efeitos a partir da data da abertura do CNPJ. Após esse prazo, a opção somente será possível no mês de janeiro do ano-calendário seguinte.

Como acompanhar o processo?

O contribuinte pode acompanhar o andamento e o resultado final da solicitação na opção “Acompanhamento da Formalização da Opção pelo Simples Nacional.”

O agendamento da opção pelo Simples Nacional é a possibilidade do contribuinte manifestar o seu interesse em optar pelo Simples Nacional para o ano subsequente, antecipando as verificações de pendências impeditivas ao ingresso no Regime.

O agendamento estará disponível entre o primeiro dia útil de novembro e o penúltimo dia útil de dezembro de cada ano. No mesmo período, é permitido o cancelamento de agendamento de opção já confirmado.

O agendamento não é permitido à opção de empresas em início de atividade (que devem utilizar o serviço Solicitação de Opção pelo Simples Nacional).

Posso fazer o cancelamento?

Durante o período da opção, é permitido o cancelamento da solicitação da Opção pelo Simples Nacional, salvo se o pedido já houver sido deferido. O cancelamento não é permitido para empresas em início de atividade.

Como cancelar o agendamento?

Por meio do Portal do Simples Nacional, menu “Simples-Serviços”,  clicar em “Opção”, selecionar “Cancelamento do Agendamento da  Opção pelo Simples Nacional”, serviço disponível durante o período do agendamento.

Após o período do agendamento, não é possível cancelá-lo (art. 7º, inciso V, alínea “b”, da Resolução CGSN nº 140, de 2018).

Além disso, é preciso se atentar que, a opção pelo Simples Nacional  é irretratável para todo o ano-calendário, podendo a optante solicitar  sua exclusão, por opção, com efeitos para o ano-calendário subsequente.

E também que, na hipótese de a ME ou a EPP excluir-se do Simples Nacional no mês de janeiro, em se tratando de exclusão por opção, os efeitos dessa exclusão se darão nesse mesmo ano-calendário.



Conteúdo original via Fortes Tecnologia

20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Golpe empresas do simples nacional!

Um novo golpe está buscando os empresários do Simples Nacional, incluindo os Microempreendedores Individuais (MEIs), que têm dívidas tributárias pendentes com o Fisco. A nova fraude surge em meio ao p

Comments


bottom of page